A Segunda Casa da Astrologia

A Segunda Casa da Astrologia

Tempo de leitura: 2 minutos

Na Astrologia a segunda casa representa como lidamos com as posses

A Segunda Casa é comumente referida como a Casa das Posses. Enquanto isto fala ao que nós possuímos, não se limita simplesmente a coisas tangíveis. Nós possuímos nossos sentimentos e emoções, assim como nosso eu interior, habilidades, necessidades e desejos. Quando nos apropriamos de algo, estamos, de fato, reivindicando a propriedade de nossa maior possessão, o nosso eu.

A definição do site Astrolink ainda diz:

“Trata também dos recursos que constituem o nosso patrimônio e riqueza, nossos valores e heranças genéticas, sociais, culturais e financeiras.”

Usar nossas posses, incluindo bens materiais, para obter o máximo proveito também está no âmbito da Segunda Casa. Nossas posses devem melhorar nossas vidas e as dos outros, e promover uma sensação geral de bem-estar. Isso traz o conceito de valor, que é fundamental para a Segunda Casa. O que valorizamos, tangível e intangível? Por que valorizamos isso? Quem nós valorizamos? O que nós realmente possuímos? O que queremos possuir? Por quê? A nossa resolução efetiva destas questões é uma grande parte do que é a Segunda Casa.

As posses específicas cobertas pela Segunda Casa incluem a renda auferida e nossa capacidade de influenciá-la, investimentos e propriedades móveis (carros, roupas, jóias e similares). A dívida também faz parte da equação aqui, já que temos a responsabilidade de pagar nossas contas. A forma como vemos o dinheiro, a aquisição de riqueza (e dívida), as inversões financeiras, a poupança, o orçamento e a situação financeira são todos dominados pela Segunda Casa.

Para aqueles de nós que acreditam que o dinheiro nos libertará, é interessante notar que essa máxima encontra um lar na Segunda Casa. Liberdades pessoais, conforme estabelecidas pela capacidade financeira e sensibilidade, são abordadas nesta casa. Em grande parte, nossas posses e o que fazemos com elas ajudam a nos definir como seres humanos viáveis. Dando um passo adiante, esses bens materiais nos ajudarão a obter posição social, reconhecimento, amizade e amor? Usado corretamente, eles podem muito bem. Portanto, o objetivo implícito nas posses de alguém pode ser definido como a capacidade de usar essas posses honestamente e para o nosso melhor proveito e para o bem maior. Se nossos bens trabalham para nós e para aqueles que nos rodeiam, o que mais poderíamos pedir? Bem, mais uma pergunta vem à mente: o que vem por aí? Parece correto!

A Segunda Casa é governada por Touro e pelo planeta Vênus

Confira a influência das outras casas na astrologia

Primeira CasaSegunda CasaTerceira CasaQuarta CasaQuinta CasaSexta CasaSétima CasaOitava CasaNona CasaDécima CasaDécima Primeira CasaDécima Segunda Casa