Como reconhecer um cafajeste

0
Compartilhe!

É complicado sofrer de amor e é ainda pior quando sofremos porque caímos na lábia de um cafajeste, então vamos tentar ajudá-la a descobrir quando ele é um cafajeste e evitar se envolver.

 

Antes de mais nada, quero que saibam que acredito de verdade que existam muitos homens bem intencionados, assim como mulheres, mas que podem não dar certo numa ou outra relação por motivos variados e até por erros cometidos, mas não por maldade ou maucaratismo.

Porém, existem homens que realmente se relacionam com mulheres na base da má intenção, os ditos cafajestes. Na verdade, eu os consideraria canalhas mesmo.

A identificação tem que ser cuidadosa, pois podemos ser injustas com homens que estão sendo realmente legais, então observe bem e com cuidado, mas fique atenta a cada sinal abaixo:

1- O cafajeste é encantador

Geralmente são homens carismáticos e agradáveis, com aquele jogo de cintura para falar com desenvoltura sobre qualquer assunto e que, de alguma forma, sempre conduz as conversas e se destaca no grupo.

 

2- O cafajeste é dissimulado

Com um jeitinho todo dele, acaba sempre nos convencendo de que vimos errado, de que entendemos errado, de que nos metemos mais do que deveríamos ou que tem alguém tentando estragar o amor de vocês.

 

3- O cafajeste conhece como driblar mulheres

Ele sempre sabe o que e como dizer algo para conseguir o que quer de nós e mesmo quando ficamos meio assim, ainda fazemos por medo de perdê-lo e, no fim, tudo é sempre do jeito dele e na hora que ele quer.

 

4- O cafajeste sempre sai ganhando

Ele conhece como funcionamos e sabe que horas precisa ser mais incisivo, mais emotivo, mais carinhoso, mais sensual, mais duro e até quando precisa demonstrar que abriu mão de algo para depois sair ganhando no final.

 

5- O cafajeste sempre sai ganhando

Seja qual for a intenção dele, ele sempre acaba conseguindo o que quer. Se não for com você, será com alguma outra e, pior, ainda fará parecer que você saiu perdendo, caso ele não consiga de você o que ele tanto quer e tenha que conseguir com outra.

 

Mas em caso de cruzar um cafajeste, o que devo fazer?

Bem, eu poderia dizer-lhes para sair correndo pro outro lado da rua. Seria o ideal, mas nem sempre a gente consegue, certo?

Então, a melhor saída é não se permitir envolver emocionalmente. Curtir o que tiver que curtir com ele, se for sexo casual, balada, pegação, etc, mas não perder o controle de si.

Tomar conta da situação e tirar proveito dela como ela é, sem esperar muita coisa dele além de alguma diversão, porque ele provavelmente não quer nada além disso, então criar expectativas é pedir para sofrer.

Agora, boa sorte!

 

Compartilhe!

Comments are closed.